Hipnose Ericksoniana

 

                                                                

Hipnoterapia e o tempo de melhora

Estamos em tempos acelerados, mas em se tratando de hipnoterapia e psicologia, jamais será a rapidez que ocupará o primeiro lugar na prioridade do tratamento, será a eficiência dele! Um tratamento que elimine o sintoma e não que o desloque para outra parte da mente, do corpo ou da vida do cliente.

 

A hipnoterapia agora faz parte dos tratamentos oferecidos pelo SUS comprovando sua grande validade como técnica psicoterapeutica, principalmente pela rapidez dos resultados. Depressão, stress, TOC, fobias, medos, bloqueios, gagueira, insônia e muitos outros problemas psicológicos podem ser amenizados e até mesmo solucionados pela hipnose. 


Quanto a uma melhora já na primeira sessão, ótimo, isso pode ocorrer se a pessoa estiver realmente engajada nessa mudança! Mas veja, em muitos casos há um ganho secundário com a manutenção da doença/sofrimento. Pode ser um pouco amargo ver isso, mas é preciso olhar os fatos de frente. No caso da depressão, embora seja horrível vivermos tristes, somos poupados e protegidos pelos entes próximos, somos auxiliados, ganhamos "bengalas" mentais e existenciais. Uma vez curados, teremos de abrir mão dessa zona de conforto, desse "lugar" gostoso e confortável do acolhimento dos outros. As pessoas verão que melhoramos, estamos mais leves, alegres, dispostos. Naturalmente seremos cobrados por eles, e deveremos tomar as rédeas do nosso amadurecimento, do nosso crescimento - carreira solo mesmo! Mas estaremos dispostos e preparados?

Daí se conclui que tão importante quanto nos livrarmos de sintomas desagradáveis por meio da hipnoterapia, é preciso dar continuidade ao tratamento por mais algumas sessões para ressignificarmos nossas vidas, para buscarmos novos sentidos que norteiem a direção de crescimento e realização pessoal a ser tomada. Isso evidencia a seriedade de um bom tratamento, realmente eficaz.

 

A mente precisa de tempo para se reconfigurar, para modificar a plasticidade cerebral, no padrão do pensamento. Quem chora o tempo todo tem um padrão de atividade cerebral diferente de quem sorri e vive em paz. A melhora exige treino e indiscutivelmente envolve outras linhas de tratamento interdisciplinares como a psicofarmacologia,  pois não é só a vida que nos adoece com suas dificuldades rotineiras, nossos neurotransmissores também.

 

A anemia é resultante de várias disfunções na assimilação do ferro dos alimentos ou de uma alimentação pobre de nutrientes, por isso é preciso ingerir diariamente o sulfato ferroso. Doenças como a depressão também são resultantes de insuficiências químicas e precisam ser medicadas.

Assim, podemos concluir que a hipnose é uma excelente ferramenta em combinação com outras áreas essenciais. Quando isso é observado e atendimento, o sucesso se torna possível.