InShot_20210703_194331580.jpg

Psicologia clínica - Abordagem sistêmica

 

As terapias sistêmicas têm suas raízes na terapia familiar, mas passou a ser aplicável também em todas as circunstâncias onde há interação entre pessoas, ou seja, os fenômenos são estudados a partir das características das relações que os indivíduos têm com os outros.

 

Foi o biólogo e filósofo austríaco Ludwig von Bertalanffy que formulou a Teoria Geral dos Sistemas em 1968 utilizando o conceito de sistema como “um complexo de elementos em interação”. Posteriormente, passou a aplicá-lo na atuação terapêutica até se tornar um método de estudo sobre a família e os relacionamentos.

A perspectiva sistêmica abarca contribuições de disciplinas como a cibernética e da psicoterapia familiar e pode ser aplicada em tratamentos individuais, em grupos (empresas), casais e famílias.

 

O sistema, familiar, casal ou social, é formado por elementos que estão ligados entre si. Quando ocorre uma mudança a nível individual, desencadeia uma mudança no sistema. A observação desse fenômeno favorecerá o estudo dos aspectos relacionados quanto ao surgimento de desajustes e patologias em um dos membros do sistema.

Retrato de Família Feliz

PROGRAMA MENTE ABERTA

 

Quer mudança em sua vida? Olhe para dentro e depois se abra!

Cansaço crônico? Problemas nos relacionamentos? Pensamentos confusos? Angústia? Hora de se cuidar!

Pense num programa dinâmico de tratamento emocional, mobilizador e ao mesmo tempo, que te descansa dos medos, das inseguranças e do frenesi do dia a dia.

Vagas para atendimentos individuais para um número reduzido de interessados, só para lhes oferecer uma grande e eficiente atenção.


Mais informações e reservas pelo Telegram

Morgana Valente Terapias

 

Terapia Breve Focada na Resolução de

Problemas

Conheça uma metodologia psicoterapêutica diferenciada que reúne técnicas interdisciplinares comprovadamente eficientes para o tratamento e prevenção do sofrimento psíquico. Utilizamos recursos baseados em conhecimentos da neurociência, da abordagem sistêmica, testes projetivos e técnicas de respiração que ajudam a controlar as emoções em crises agudas de depressão, ansiedade e síndrome do pânico. 

 

A constelação familiar sistêmica é um método investigativo que acelera em muito a identificação dos fatores traumáticos que desencadeiam o sofrimento subjetivo.

 

A hipnose Ericksoniana entra em seguida para trabalhar o fator identificado num estágio mais profundo da mente, o inconsciente. O conhecimento neurocientífico norteia o método hipnoterapêutico. As leis do amor de Bert Hellinger também norteiam a condução do processo.

As barras de Access, técnica criada em 1990, pelo norte-americano Gary Douglas, é uma técnica energética que trabalha pontos específicos da cabeça por meio de toques delicados que eliminam registros de memória destrutivos e desnecessários. Ela se propõe a eliminar padrões nocivos, ideias e crenças acumulados ao longo do tempo. Em testes realizados pelo Ph.D. Dr. Jeffrey L Fannin, o mapeamento das atividades mentais antes e depois da aplicação das barras demonstrou uma significativa mudança de frequência, numa diminuição notável da atividade cerebral especialmente nas áreas de concentração, foco e atenção, o que concluímos ser extremamente eficaz no tratamento da ansiedade.

Por meio da psicoeducação, a pessoa passa a desenvolver as potencialidades de suas diversas inteligências com vistas para um melhor gerenciamento de si mesmo(a) e de sua rotina. São técnicas que lhe auxiliam a monitorar e cultivar  pensamentos saudáveis, promovendo mais harmonia e autocontrole à medida que pratica.